Bem Casado Nunca Sai de Moda

O doce bem casado surgiu há mais de 100 anos atrás em Portugal. É o doce que não pode faltar nos casamentos, já que ele representa a união selada pela cumplicidade e respeito mútuo. Significa que o casal está unido pelo amor e por isso serão felizes para sempre. Conta a lenda que para que os noivos tenham sorte no casamento eles devem entregar um bem casado para cada convidado e que todas as pessoas que experimentarem o doce serão abençoadas com a mesma sorte. Para isso, basta fazer um pedido antes de dar a primeira mordida.

Antigamente o doce era recheado com doce de leite ou baba de moça, porém com o passar dos anos o bem casado ganhou  recheios diferenciados como de nozes, creme de avelã, damasco, mousse de limão, abacaxi, chocolate, creme de castanhas, creme de amêndoas, pistache e etc. Cada noiva acaba optando pelo recheio que mais lhe agrada. O que não muda muito é a parte do bolinho que é feito pela tradicional receita de massa de Pão de ló.

O bem casado é embalado em retalhos de tecido ou papel nobre com o acabamento em fita de cetim. Recomenda-se que a embalagem combine com o enredo da festa, ou seja, mantenha as mesmas cores e elementos que estão presentes na festa de casamento. Nada de entregar um bem casado embalado em tecido vermelho se a festa for toda decorada em branco com amarelo, por exemplo. Deve haver uma sintonia entre as embalagens e a decoração!

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o bem casado não é um doce de casamento ultrapassado! Por ser tradicional ele jamais sairá de moda e com certeza é uma escolha segura de lembrancinha de casamento ou de doce para compor a mesa de doces. As noivas podem apostar nele de olhos fechados, pois o bem casado sempre fez e continuará fazendo muito sucesso nas festas.

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *